Como a cobrança preventiva pode ajudar o seu negócio com a inadimplência

Cobrança preventiva, você já utiliza essa estratégia para reduzir a inadimplência na sua empresa? Se não, você deveria começar a utilizar imediatamente! E, se sim, você precisa analisar se ela está sendo feita de maneira adequada.

Isso porque a cobrança preventiva deve ser utilizada como uma maneira de assegurar a entrada de receitas e como um meio para fidelizar clientes, uma vez que a inadimplência tem atingido níveis altíssimos nos últimos anos.

Então, levando em consideração que cada consumidor que não paga suas dívidas representa prejuízo e não gera lucro, toda ação que possa evitar ou mesmo reduzir a inadimplência deve ser considerada no seu negócio.

Mas, antes de mostrar quais ações a sua empresa deve adotar para reduzir a inadimplência, é necessário entender o conceito de cobrança preventiva.


Cobrança preventiva: o que é, onde vive e do que se alimenta?


Como o próprio nome já nos deixa supor, a cobrança preventiva é utilizada como uma estratégia para evitar que um cliente venha a se tornar inadimplente. Ela é muito utilizada por empresas que vendem a prazo, pois possui o intuito de fazer com que as pessoas quitem as suas dívidas para evitar grandes transtornos, de ambas as partes.

Afinal, quando uma empresa deixa de receber por serviços ou vendas de produtos, o seu fluxo de caixa acaba sendo afetado, acarretando prejuízos. Já o cliente, ao não pagar, tem seu nome negativado – incluído na base de dados de proteção ao crédito -, ficando com acesso restrito ao crédito de fornecedores e instituições financeiras até a quitação da dívida pendente, por exemplo.

Portanto, esse é o cenário que deve ser evitado. E, sendo assim, a cobrança preventiva deve ser vista como um investimento para o seu negócio, pois ela mantém os seus clientes com os pagamentos em dia e ainda garante que eles continuem tendo condições de continuar consumindo seus produtos ou serviços.


Quais ações podem ser utilizadas para realizar uma cobrança preventiva eficiente?


Mesmo essa estratégia tendo o nome de cobrança, você precisa entender que ela é uma estratégia de relacionamento, e não de coerção. Isto é, a cobrança preventiva precisa ser interpretada como uma maneira amigável de cobrar seus clientes, pois ela funciona como um guia no nível do comportamento.

Assim sendo, confira 5 ações que a sua empresa deve usar para realizar uma cobrança preventiva eficiente, amistosa e que mantenha um bom relacionamento com seus clientes.


# Lembre os seus clientes do vencimento


Você sabia que muitas pessoas esquecem de pagar suas dívidas? Esse é um hábito muito comum entre as pessoas que não utilizam débitos automáticos.

E, por isso, você deve focar suas ações para lembrar seus clientes de que suas dívidas estão próximas do vencimento, utilizando uma comunicação amigável e convidativa. Isso porque não podemos esquecer que essa é uma estratégia de relacionamento.

A sua empresa pode contar com mídias como e-mail, SMS ou mesmo WhatsApp para assegurar que as mensagens serão recebidas e enviadas corretamente. Afinal, esses são os meios que as pessoas costumam utilizar diariamente e que reforçam a cobrança preventiva, ajudando a manter seus clientes adimplentes.

Tudo o que você precisa saber sobre negativação


# Faça a análise de crédito de todos os clientes


Para evitar que a sua empresa caia em golpes e reduza os altos índices de inadimplência, você precisa utilizar a análise de crédito constantemente. Esse processo avalia, de maneira detalhada, o histórico de pagamento de cada cliente, possibilitando saber se ele é considerado um bom, intermediário ou mal pagador.

O histórico, em alguns casos, acaba trazendo dados importantes que auxiliam a identificar o potencial de um determinado cliente se tornar inadimplente. Porém, pode vir a acontecer de não haver um histórico disponível, o que acontece, geralmente, com novos clientes.

Dessa forma, é importante considerar também a pontuação do Score e as informações do Cadastro Positivo ao realizar as análises.


# Estabeleça uma régua de cobrança


Não tem como mencionar cobrança preventiva e não lembrar de uma estratégia excelente: a régua de cobrança. Ela tem como objetivo o contato com os clientes em datas pré-estabelecidas, ou seja, abordagens de cobrança diferenciadas, realizadas conforme o prazo de vencimento ou após vencer uma dívida.

Antes de exemplificar como essa régua funcionaria, é bom ressaltar que essa ferramenta de cobrança pode ser utilizada em todas as empresas, sejam elas de grande porte ou PMEs.

Agora sim, vamos a um exemplo de estruturação de uma régua de cobrança:

Primeira Fase (cinco dias antes do vencimento): enviar um e-mail lembrando o cliente a data limite para pagamento;

Segunda Fase (no dia do vencimento): enviar um e-mail comunicando o cliente que o título vence naquele dia;

Terceira Fase (em casos de atraso, três dias após o vencimento): enviar um e-mail para o cliente informando que não identificou o pagamento do valor vencido em determinada data;

Quarta Fase (com dez dias de atraso): enviar um e-mail informando que o débito ainda não foi quitado;

Quinta Fase (com quinze dias de atraso): entrar em contato com o cliente, por telefone, para verificar o motivo pelo qual a dívida não foi paga e iniciar uma negociação para pagamento;

Sexta Fase (trinta dias de atraso): realizar o processo de negativação ou protestar o título e encaminhar o assunto para o setor especializado (jurídico ou empresa terceirizada de cobrança).

Vale ressaltar que utilizar essa ferramenta é muito importante para a cobrança preventiva, uma vez que o intuito é fazer com que o cliente quite logo o seu débito para se manter adimplente.


Indicação de conteúdoRégua de cobrança automatizada: por que utilizar?


# Invista em tecnologia sempre que puder


Atualmente, quem não se atualiza acaba perdendo espaço para a concorrência. E quando falamos de cobrança não é diferente.

Cobrar clientes já não é uma tarefa muito fácil, mas quando você não possui as ferramentas e recursos adequados, parece ficar mais complicado. E, por isso, é importante contar com recursos tecnológicos que facilitem o relacionamento com seus clientes.

Entretanto, existem softwares que podem contribuir de uma maneira mais rápida e segura, tornando a cobrança digital bem mais eficiente. Programas que realizam disparos automáticos de comunicações, via SMS ou e-mail, ou mesmo contar com soluções de CRM.


# Conte com a ajuda de empresas que ofereçam soluções adequadas para o seu negócio


Contar com uma empresa que tenha soluções personalizadas para o seu tipo de negócio faz toda diferença, seja no setor de cobrança ou de crédito.

A CDL São Paulo, em conjunto com o SPC Brasil, possui soluções voltadas para:

Priorização e personalização: score de recuperação, perfil comportamental, SPC priorize, SPC recupere, carta campanha;

Registro de inadimplência: SPC informa, registro omnichannel;

Régua personalizada: estude sua carteira, régua de cobrança, ativação de carteira;

Enriquecimento e análise da base de devedores: sales target, salescard, sales insights;

E muito mais!

Acesse o site para conferir as soluções que vão ajudar o seu negócio a aumentar os resultados e reduzir a inadimplência.

Gostou deste conteúdo? Quer receber posts como este em seu e-mail? Então assine, gratuitamente, a nossa Newsletter!

banner horizontal solucao em credito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *