PMES-CDLSP

O desejo de todo empreendedor é que o seu negócio seja bem-sucedido, que tenha um crescimento exponencial e que gere muita receita durante esse processo. Mas, para que isso aconteça, a sua empresa precisa contar com uma boa gestão financeira das contas a pagar e receber.

Isso significa que você deve gerir muito bem as contas a pagar e receber da sua organização, pois são elas as responsáveis por você saber como o está o andamento do negócio, e ainda permitem uma previsão para o futuro, permitindo que você defina quais serão as próximas etapas para atingir as metas e os objetivos estipulados.

No entanto, ainda existem muitas dúvidas sobre como fazer esse processo de maneira eficiente, que não comprometa o fluxo e nem os lucros de uma empresa.

Por isso, resolvemos mostrar os 5 erros mais cometidos por gestores e o que fazer para evitar esse tipo de situação. Então continue a leitura para não perder nenhum ponto importante!


1 – Deixar de saber quais são as despesas da sua empresa


Você, como gestor, precisa conhecer muito bem as despesas do seu negócio para poder gerenciar, de maneira adequada, as contas a pagar e receber. Ou seja, é preciso que você saiba quais são as obrigações com seus fornecedores, pagamento de salários, aluguel e muito mais.

Essas informações são importantes para que seja possível realizar um planejamento de controle financeiro eficiente para a sua empresa.


2 – Esquecer a data de vencimento das dívidas


Você sabia que esse é um dos motivos mais comuns de negativação? Pois é, muitas empresas esquecem de acompanhar, de maneira adequada, o vencimento de cobranças, pagamento de impostos. E tudo isso acaba gerando um grande transtorno, pois acaba trazendo prejuízos financeiros e complicações jurídicas.

Logo, o melhor a se fazer para passar longe desse erro é registrar, com o máximo de detalhes e cuidados, o prazo de cada dívida. Vale colocar lembretes de pagamentos, realizar acompanhamentos diários, o que for preciso para não deixar as contas e os impostos passarem despercebidos.

banner de consulta horaizontal


3 – Considerar valores que ainda não estão em caixa


Alerta de erro grave! Independente se você é um PME ou não, considerar os pagamentos a prazo, via cartão de crédito, é um erro muito sério, já que as operadoras liberam o valor apenas em 30 dias.

O seu negócio pode contar apenas com as vendas à vista, pois somente elas garantem um recebimento imediato e disponibilização de recursos.

Sendo assim, você só pode considerar o valor das vendas a prazo, em seu caixa, no dia que o crédito for liberado, e jamais no momento da venda, pois, no fim do mês, você terá um dado irreal, contando com valores que não existem.

Então, para que a sua empresa não caia nesse erro, é preciso contar com programas, ferramentas ou softwares que ajudem a realizar esse controle de pagamentos e recebimentos de maneira efetiva. Desse modo, você poderá programar investimentos conforme a disponibilidade de receita que, realmente, entra em seu caixa.


4 – Não investir em um sistema de controle financeiro


Para que tudo seja feito corretamente quando o assunto é contas a pagar e receber, é necessário investir em um sistema que ajude a realizar o controle financeiro, visto que somente a dedicação e o Excel não ajudam muito.

Esse tipo de investimento é necessário para que não ocorram erros, mas ele também traz outras vantagens para a sua empresa, como a automação de processos, atualização em tempo real, aumento em produtividade, fornecimento de dados reais que vão ajudar em tomadas de decisões e muitos outros.


5 – Não fazer o acompanhamento e nem mensurar os resultados financeiros


Não adianta seguir todos os processos, registrar tudo impecavelmente e não acompanhar os resultados. O controle sobre contas a pagar e receber vai além de anotações, pois é preciso estabelecer um método inteligente, organizado e eficaz para poder acompanhar e mensurar os dados financeiros.

Além do mais, é necessário acompanhar esse método bem de perto e com frequência para que tudo saia como planejado. E ainda é preciso fazer a análise dos números e, se preciso, revisitar as estratégias de gerenciamento.

Para que tudo dê certo, você pode contar com a ajuda de métricas para mensurar as informações. Assim, você poderá monitorar o alcance dos objetivos e elaborar estratégias, e ações, que façam o seu negócio atingir esses propósitos. E, como indicadores para isso, você pode utilizar os rendimentos, capital de giro, lucratividade ou outros que estejam de acordo com a sua empresa.

Sabemos que muitos negócios também acabam desconsiderando os gastos menores e misturando as contas pessoais com a da empresa. Então lembre-se de não cometer nenhum desses erros, pois assim você deixará as contas a pagar e receber sempre em ordem.

O que você achou dessa lista? Como PME, você já cometeu algum desses erros? Faltou algum erro que você considera grave? Conte para gente aqui nos comentários!

banner horizontal solucao em credito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *