Analisar crédito - CDL

Uma análise de crédito feita de maneira eficiente é a chave para o sucesso de qualquer empresa. Mas como fazer esse processo de uma maneira adequada, que ajude um negócio a fazer negociações com menos riscos e melhor direcionadas?

Para te ajudar com essa questão, vamos te mostrar, neste post, o que é a análise de crédito e qual a sua importância. Além disso, vamos te ajudar com algumas dicas sobre análise e demonstrar quais são os 3 passos mais importantes desse processo.

Então continue a leitura para conferir!


O que é análise de crédito?


A análise de crédito é um processo realizado por empresas, em que é verificado se o cliente vai ter condições de arcar com o compromisso que ele assumiu, pois, ao analisar o crédito, é possível identificar o perfil desse cliente usando informações básicas e financeiras.

Todas essas informações, verificações e análises permitem que a empresa possa estipular um valor mínimo de compra, a taxa de juros a ser aplicada e o prazo de pagamento, por exemplo.

E, a análise, pode ser realizada quando o cliente é uma pessoa física ou uma pessoa jurídica, pois empresas também precisam passar por esse processo ao solicitar crédito.

Seja qual for o seu cliente, é importante que o processo seja concluído para acordar o negócio e manter um relacionamento saudável entre as partes.


Qual a importância da análise de crédito na minha empresa?


Esse processo é primordial para que a sua empresa não caia em fraudes, já que essa análise permite identificar os riscos contidos em negociações.

Então, podemos afirmar que a análise de crédito é fundamental para o bem-estar da sua empresa. Isso porque ela auxilia na sua decisão de abertura de crédito, deixando suas transações mais seguras e com menor probabilidade de inadimplência.

Para que tudo isso seja possível, são usados diversos critérios e pontuações diferentes que tornam possível a identificação potencial de um cliente se tornar inadimplente ao longo do tempo.


Conheça os benefícios de uma boa análise de crédito


1 – Redução dos inadimplentes


Quando a sua empresa faz uma análise de crédito eficiente, ela conta com o apoio do score, uma pontuação que permite analisar o risco desse cliente ficar inadimplente ao longo do tempo. Essa pontuação varia de 0 a 1000, sendo 0 o pior e 1000 o nível de excelência

Sendo assim, se você for analisar um consumidor e o resultado dessa pontuação for considerada ruim, maior será a probabilidade da sua empresa não receber o pagamento, visto que esse cliente está sendo considerado um mau pagador.

Portanto, a análise de crédito é um processo confiável, que traz maior segurança para a sua empresa e que visa diminuir os riscos de inadimplência.

Indicação de Conteúdo: Entenda melhor como utilizar o score de crédito na sua empresa.


2 – Estabilidade em seu fluxo de caixa


Tudo vai bem, quando o fluxo de caixa está bem, visto que ele mostra como está a saúde financeira do seu negócio. Quando analisado por determinado período, a sua empresa consegue ver quanto entrará e quanto será gasto com despesas.

Mas onde entra a análise de crédito? Quando a sua empresa trabalha bem a análise de crédito, consegue-se identificar os clientes que possuem maiores chances de ficarem inadimplentes e, com isto, você deixa de conceder crédito aos mesmos, ou seja, garante um fluxo de caixa saudável.

Contudo, vamos dizer que a sua empresa deixe a análise de lado. O seu negócio concedeu crédito para vários clientes e espera receber uma certa quantia, porém alguns desses clientes deixaram de fazer o pagamento. Deste modo, a conta não fecha e o fluxo de caixa fica comprometido, deixando a sua empresa em uma situação complicada.

E o que pode acontecer depois de um certo tempo? O efeito bola de neve, onde talvez seja necessário realizar empréstimos, financiamentos e o que for preciso para que a sua empresa não chegue à falência.


3 – Negociações mais seguras


Conhecimento nunca é demais e poder conhecer os seus clientes é algo fundamental para o sucesso da sua empresa. E mais uma vez, a análise de crédito é importante nesse momento, porque ela vai permitir que as vendas a prazo sejam aprovadas com segurança.

Ao eliminar os riscos de inadimplência, tendo uma carteira de clientes considerados bons pagadores, o seu negócio pode estreitar o elo de relacionamento com eles e aproveitar as oportunidades que vão surgir, como conceder crédito mais vezes, taxas de juros mais baixas, entre outras.

Tudo isso para que ambos sejam beneficiados, pois ao conceder vantagens aos bons pagadores, a sua empresa fideliza mais, vende muito mais e passa longe de fraudes.

Indicação de Conteúdo: 6 Dicas para uma análise de crédito eficiente.

Tudo o que você precisa saber sobre negativação


Quais informações a sua empresa precisa considerar?


Análise de crédito de Pessoa Física


Uma pessoa que queira um empréstimo, financiamento ou um aumento de limite, acaba passando por uma análise de crédito.

A sua empresa, ao realizar essa análise, deve contar com as seguintes informações:

– Dados pessoais: CPF, documento com foto, estado civil, idade, nível de escolaridade, profissão e outros;

– Dados residenciais: endereço, número de telefone fixo, faturas que comprovem residência;

– Perfil de crédito: análise do histórico do relacionamento do cliente com o mercado de crédito, geralmente por meio da consulta ao score e cadastro positivo;

– Renda: essencial parte do processo, a verificação da renda serve para determinar o tamanho da parcela que o cliente pode assumir. O valor não deve ser maior do que 30% da renda do indivíduo, que leva em consideração o salário e outras fontes de renda, como trabalhos autônomos ou temporários;

– Restrições no nome: consulta por pendências no CPF do cliente, que podem ser realizadas através das soluções da CDL São Paulo, em conjunto com o SPC Brasil.


Análise de crédito de Pessoa Jurídica


Para realizar uma análise de crédito de Pessoa Jurídica, as informações levadas em conta devem ser as seguintes:

– Dados cadastrais: CNPJ, endereço e informações de contato;

– Índices: de liquidez, endividamento e taxa de retorno sobre investimento;

– Informações de receita: balanço anual, balancete com faturamento dos últimos meses, holerites e outros documentos importantes;

– Perfil de crédito: assim como pessoas físicas, empresas também possuem um score que indica seu relacionamento com o mercado de crédito;

– Plano de negócios: produtos e serviços, ramos de atividade, missão, visão, valores e outras informações relevantes;

– Referências: bancárias e comerciais;

– Restrições: busca por pendências, irregularidades, punições e histórico de pedidos de falência.


Como analisar o crédito de um cliente?


As informações mencionadas no tópico acima são suficientes para que a sua empresa possa seguir com a análise de crédito de um cliente, seja ele pessoa física ou jurídica.

Porém, para que ela seja bem feita e eficiente para o seu negócio, é preciso seguir 3 passos bem importantes. São eles:


Passo 1 – Verificar as restrições


É muito importante que a sua empresa tome as medidas possíveis para evitar calotes e, por isso, é essencial que você verifique se o CPF (no caso de ser uma pessoa física) ou CNPJ (no caso de ser uma empresa) conta com alguma restrição.

Você pode utilizar os serviços da CDL São Paulo para realizar consultas em busca de atrasos recorrentes de pagamento, dívidas que estão vigentes, protestos e muitas outras informações que podem servir como um alerta para o seu negócio.

Além disso, essa consulta pode ser feita tanto para Pessoa Física quanto para Pessoa Jurídica.

Para mais informações desses serviços, consulte a página Venda Mais com Segurança.


Passo 2: Analisar a documentação apresentada


Para que todo o processo seja eficiente, a sua empresa deve se preservar e fazer a solicitação do máximo de informações que forem possíveis. Isso inclui comprovantes e documentos que ajudem a comprovar que aquela pessoa ou empresa tem um histórico de bom pagador.

O mais importante é que você realize a verificação de cada documento que for apresentado de maneira cuidadosa e minuciosa.

E, para que isso venha a acontecer de maneira eficaz, é preciso que a sua empresa tenha um fluxo de verificação bem estabelecido e que o seu time responsável por essa etapa esteja muito ciente do que deve ser realizado.

Portanto, para que não aconteçam imprevistos, a sua empresa deve estabelecer períodos para que aconteçam monitoramentos.


Passo 3: Customizar o perfil de crédito do seu cliente


Você pode ter certeza de que tudo o que foi mencionado aqui não foi em vão. Isso porque, através da coleta e análise de informações e documentações dos seus clientes, a sua empresa vai conseguir ter um perfil financeiro muito mais preciso, já que quanto mais informações, melhor.

O resultado deste processo será a redução de incertezas e de incidências de erros associados ao processo de concessão de crédito. Porém, nem sempre os métodos usados para conceder crédito serão os mesmos para todos os seus consumidores. E, por isso, todos esses dados são importantes para a definição da política de crédito que será utilizada em casa caso.

Realizar a customização das análises ajuda a reduzir problemas, ainda mais aqueles que estão relacionados a atração e conversão de clientes.

Afinal, examinar cada cliente de acordo com suas características, influencia diretamente em aspectos como o valor das parcelas e o tempo de financiamento que serão oferecidos.

Agora que você já sabe o conceito da análise de crédito, como ela é importante para um negócio e seus benefícios, você vai colocar em prática, na sua empresa, as dicas que estão disponíveis neste conteúdo? Conta para gente aqui nos comentários!

Esperamos que todas essas informações ajudem o seu negócio a tornar o processo de análise de crédito muito mais seguro, eficiente e rentável.

banner horizontal solucao em credito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *