SPC Brasil promove live em parceria com XP Investimentos e Trium Capital


No dia 21 de julho, às 17 horas, o SPC Brasil promoveu mais uma edição da série de lives Juntos pelo Brasil. A iniciativa tem como objetivo apoiar o desenvolvimento do empresariado brasileiro neste momento de crise e pandemia. Assim, conectando presidentes, diretores e clientes com personalidades representativas do setor econômico, tecnológico e da área de negócios visa traçar panoramas e nortear decisões estratégicas para a retomada da economia, estimulando a geração de renda e emprego.

Nesta edição, o encontro teve como tema “Vencer a crise – Lições de empreendedorismo e a revolução do acesso ao crédito” e aconteceu em parceria com a XP Investimentos e a Trium Capital.

A live contou com Roque Pellizzaro Jr. recebendo Guilherme BenchimolRodrigo Moreira, Daniel Perdomo Marcelo de Souza para discutirem assuntos relacionados ao tema empreendedorismo, negócios, investimentos e o acesso ao crédito.

Se você não teve tempo de acompanhar a live, não se preocupe. Elaboramos um conteúdo especial para você com os principais pontos desta conversa. Confira!

Tudo o que você precisa saber sobre negativação


No início da live, o CEO e Fundador da XP, Guilherme Benchimol, contou um pouco sobre a história da sua empresa e quais foram os aprendizados que ele teve ao longo de todo esse tempo.

Guilherme começou seu negócio como muitos empreendedores. Após ser demitido de um emprego no mercado financeiro, abriu a XP, abreviação de “XPto”, com somente R$10.000,00, quase quebrou, mas conseguiu superar as adversidades com muito trabalho. Sem fórmula mágica, destacou que acredita que bons negócios são aqueles que começam pequeno, que conseguem gerar receitas capazes de pagar seus custos, viabilizar um produto, e serviço, de qualidade e caixa para continuar a evoluir sem perder o foco no cliente.

Quando questionado sobre empreendedorismo, destacou que o momento atual econômico é complexo, mas também repleto de oportunidades e que o Brasil só será melhor se puder contar com outros empreendedores, dispostos a pilotar seus carros de Fórmula 1 em pistas molhadas, onde abordou a seguinte analogia:

Em uma corrida de Fórmula 1 com pista seca, um piloto consegue realizar uma, no máximo duas ultrapassagens em uma volta, porém quando chove, riscos e oportunidades surgem e o bom piloto, preparado, ousado, consegue fazer 9, 10 ultrapassagens. O momento atual de crise é assim para quem se aproximar do cliente para escutá-lo, entender o que ele quer, a crise vai trazer várias oportunidades.

Trazendo para o contexto de crédito no Brasil, foi falado que o governo tem tomado medidas, como a redução da taxa básica de juros e aumento de liquidez dos bancos, que visam maximizar a disponibilização de crédito na economia brasileira a um custo menor. Rodrigo destacou que, por mais que o impacto destas medidas ainda não sejam tão perspectivas a todos, após passarmos por este momento de maior turbulência da crise, em que há uma altíssima demanda com ainda grande incerteza, o acesso ao crédito estará mais barato, estimulando o empreendedorismo, o investimento e o consumo.

Moreira, sócio da XP, afirma que o Brasil precisa passar por uma transformação no mercado de crédito, para que, a longo prazo, possam ter produtos diferentes, com preços mais competitivos, alternativas mais adequadas e melhor desenhadas as necessidades dos clientes.

Outro ponto que será determinante para uma oferta melhor e mais barata de crédito a pessoas e empresas, será a entrada de novas empresas neste mercado: “Hoje o mercado de crédito brasileiro é extremamente concentrado. Se a gente olhar a concentração dos cinco maiores bancos, ela oscila e fica na casa de 85%”, diz Rodrigo Moreira.

Neste contexto, a XP é um ótimo exemplo de novos entrantes, que tendem a estimular a competitividade para gerar novas oportunidades, saindo do tradicional e possibilitando ações inovadoras e disruptivas, como o lançamento do cartão de crédito com cashback em investimento.

Além disto, podemos observar os fortes investimentos realizados pela empresa na aquisição de outras companhias no setor, como a fintech de consolidações de investimentos Fliper, com o foco no Open Banking, e da Antecipa, fintech para antecipação de recebíveis. Mas que não para por aí, já que Guilherme destacou o compromisso da empresa que, recentemente, obteve a licença para se tornar banco e ter as menores taxas de crédito no país.

Outro ponto debatido para a evolução do mercado de crédito, foi a importância da consolidação do Cadastro Positivo e outras tecnologias de mais longo prazo, como o Open Banking, que serão fundamentais para que as empresas possam conhecer melhor o seu cliente e, por meio de suas informações, viabilizar uma análise de crédito mais precisa, com menor risco para a empresa e mais barata para o consumidor final.

Estes foram os assuntos mais discutimos na live e, caso queira conferir o conteúdo na íntegra, deixamos aqui o vídeo para você.

banner horizontal solucao em credito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *